Assembleias de «Irmãos» em Portugal

Apologética

Estará Deus Superado?

UniversoA maioria das pessoas crê em alguma espécie de Deus. Até o ateu praticante, de vez em quando manifesta algum sentimento de saudade em direcção a Deus. Há algum tempo, alguém numa convenção de ateus disse: "Sou ateu, graças a Deus!".

A sede de Deus é universal. Em todos os tempos e lugares as pessoas sempre procuraram a Deus, na esperança de encontrá-Lo. Há um vazio e o homem procura preencher esse vazio.

Todos nós admitimos que há Alguém no alto. As coisas não apareceram sozinhas. Mas muitas vezes essa Pessoa parece muito distante – parece uma névoa.

Talvez você, meu prezado amigo esteja a evitar um encontro com Deus. E se alguém lhe segreda que Deus não existe, sente-se aliviado... Mas, apenas por poucos instantes, porque a inquietação regressa momentos depois.

Muitas pessoas procuram alienar-se de qualquer responsabilidade perante Deus desculpando-se com a sua vida muito ocupada – o trabalho, a família, as finanças, etc. Mas isso não isenta a pessoa – pelo contrário, responsabiliza-a mais, porque não quer dar um só minuto a Deus.

Outras pessoas consideram Deus como uma "Boa Pessoa", e reconhecem que foi Ele quem deu vida ao homem e tudo criou. Lisonjeiam a Deus, mas Deus não quer esse tipo de atitude. O que Deus deseja é reconhecimento de pecado, humildade e arrependimento.

Mas se há pessoas que lisonjeiam a Deus quando tudo lhes corre bem, já O aviltam e culpam quando as suas coisas particulares parecem desanimadoras. Nos dias sombrios Deus parece perdido e o desespero toma conta dessas pessoas. Dizem: "Onde está Deus, logo agora quando preciso dEle?"

DEUS... ONDE ESTÁ DEUS? Meu amigo, Deus está mesmo ao seu lado. Se você estendesse um pouco mais a sua mão, em espírito, conseguiria tocar nEle. Quando diz "onde está Deus?", em vez de perguntar para o ar, fale com Ele, e Ele lhe responderá.

Todo o esforço intelectual que faça para se aproximar de Deus de nada lhe valerá. E sabe porquê? Deus é um Deus essoal, não um produto do raciocínio. É realidade, não uma ideia dimensional. É uma Pessoa. E você pode conhecê-Lo, se desejar.

Deus quer comunicar consigo. E sendo Deus Espírito, é Ele quem toma a iniciativa de comunicar. Isto porque Ele sabe que nós nunca conseguiríamos descobrir, mediante as nossas próprias capacida-des, o caminho que conduz a Ele.

Na Bíblia, a Palavra de Deus, lemos que Jesus Cristo é o Único Caminho. Ele disse: "EU Sou o Caminho, a Verdade e a Vida. Ninguém vem ao Pai senão por Mim." (S. João 14:6). O Caminho não é uma religião – é uma Pessoa: o Senhor Jesus Cristo.

Muitas pessoas procuram Deus nas boas obras, ou no cumprimento integral da lei de Deus. Isto são coisas boas, e Deus agrada-se que as pessoas façam bem. Mas isso não dá a salvação ao homem. Jesus Cristo disse: "Que aproveita ao homem ganhar o mundo inteiro e perder a sua alma?" (Mt 16:26).

Lemos também na Bíblia que "pela graça sois salvos, por meio da fé, e isto não vem de vós, é dom de Deus. Não vem das obras para que ninguém se glorie" (Ef 2:8-9).

O único mandamento que existe, actualmente, para a salvação do homem é este: "O seu mandamento é este: Que creiamos no Nome do Unigénito Filho de Deus" (1 João 3:23). E esse Nome é o Senhor Jesus Cristo.

Se se encontrar com Jesus Cristo, conhecerá a Deus. E Ele é o "Único Deus e o Único Mediador entre Deus e os Homens, O Qual se deu a Si Mesmo em preço de redenção por todos" (2 Tm 2:5-6). O Senhor convida. Ele diz: "Olhai para Mim, e sereis salvos, vós todos os ter-mos da terra; porque Eu sou Deus, e não há outro" (Isaías 45:22).

Porque temos que olhar para Deus? Porque "todos nós pecamos, e estamos separados da glória de Deus" (Rm 3:23), pois cada pessoa que ainda não recebeu o Senhor Jesus anda "desgarrado como uma ovelha, desviando-se pelo seu próprio caminho" (Is 53:6), isto é, pelas ideias e concepções próprias.

Ora, o "salário do pecado é a morte" (Rm 6:23). Porque todos nós pecamos, merecemos a morte. Mas Deus quer-lhe dar a vida eterna, gratuitamente. É uma graça, isto é, um favor que Deus lhe concede. Basta aceitar!

Numa altura, Paulo e Silas estavam presos numa cadeia na cidade de Filipos. Apesar de presos, cantavam e oravam a Deus, porque tinham paz. Eles tinham sido presos, não por fazerem mal al-gum, mas por falar de Jesus Cristo. A certo momento houve um grande terremoto. As portas das celas abriram-se e o carcereiro, pensando que todos os presos tinham fugido, procurou suicidar-se. Paulo impediu que ele fizesse isso. Depois, o carcereiro perguntou: "Que é necessário que eu faça para me salvar?" E Paulo respondeu: "CRÊ NO SENHOR JESUS CRISTO E SERÁS SALVO" (At 16:30 e 31).

Sim, Deus não está superado, e deseja conhecê-lo pessoalmente. Deseja perdoar os seus pecados e restabelecê-lo à comunhão com Ele. Lemos que "se confessarmos os nossos pecados (ao Senhor Jesus), Ele é Fiel e Justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda a injustiça" (1 João 1:8-9).Não é isto maravilhoso? Passar de um pecador carregado de condenação, para um filho de Deus, liberto, purificado e salvo eternamente?

O Senhor Jesus continua a dizer: "Vinde a Mim. todos os os que estais cansados e oprimidos, e Eu vos aliviarei" (Mt 11:28). E Ele assegura que "o que vem a Mim, de maneira nenhuma o lançarei fora"! (S. João 6:37). Não há qualquer hipótese de sermos rejeitados por Deus!

Não negligencie esta tão grande salvação. Jesus avisa que "aquele que não crê no Filho não verá a vida, mas a ira de Deus sobre ele permanece" (Jo 3:36). Mas "a todos quantos O receberem, Deus dá-lhes o poder de serem fei-tos filhos de Deus, aos que crêem no Seu Nome" (João 1:12).

Ainda hoje mesmo pode conhecer a Deus e confirmar pessoalmente como Deus não está superado, como Ele tem actuado e continuará a actuar, como Ele pode actuar especialmente na sua vida, transformando-a e dando real sentido.

"In Refrigério" – Publicado com Autorização

» Secção Apologética «