Assembleias de «Irmãos» em Portugal

Estudos Bíblicos

A Mulher na Família, na Igreja e na Sociedade

Vivemos num mundo onde as mutações são constantes. Governos são derrubados num abrir e fechar de olhos, ideologias passam, valores caem em desuso. É neste contexto que podemos observar como o papel da mulher também tem sido alvo de mutações.

Efectivamente, no começo do século XX, a mulher era ainda considerada, muitas vezes, como intelectualmente inferior, como incapaz de assumir responsabilidades cívicas, devendo, por isso estar sujeita á tutela familiar do homem, fosse ele o pai, o marido ou o irmão. Era a esposa, a mãe, a fada do lar, mas não tinha poder de decisão sobre o património nem sobre a educação dos filhos. Era a inspiradora de poetas e artistas, todavia, raramente lhe permitiam desenvolver capacidades criadoras. Trabalhava, quando era necessário acorrer ao sustento da família, porém, apenas exercia tarefas e ofícios rotineiros, recebendo sempre salários mais baixos do que o homem.

Outrora apenas centrado no lar, na família, o papel da mulher é hoje bem diferente. Na verdade, no final do milénio, a influencia da mulher em todas as esferas da sociedade tem aumentado. Podemos constatar esse facto através da presença das mulheres em muitos lugares onde até há bem poucos anos era impensável. A magistratura, a diplomacia e as forças armadas estavam vedada ás mulheres. O ensino universitário era , maioritariamente frequentado pelos homens. Tudo isto mudou.

É nesta sociedade em mutação que encontramos a mulher cristã possuindo um espaço bem alargado no qual pode exercer a sua influencia. No entanto não podemos esquecer que, mais que nunca, a mulher cristã precisa de usar a "medida padrão" mais importante para a sua vida, e essa medida encontra-se na Palavra de Deus: "De coração te busquei, não me deixes fugir dos teus mandamentos. Guardo a tua palavra no meu coração, para não pecar contra ti (Sl 119:10-11).

Somos desafiadas a pensar no nosso papel como mulheres cristãs na família, na Igreja e na sociedade.

1 – NA FAMILIA

Mulher Tocando as Vestes do SenhorFolheando a Biblia nela encontramos alguns exemplo. Escolhi Loide. Não é uma mulher muito conhecida, no entanto o seu exemplo é deveras importante pois foi uma mulher que transmitiu uma herança nobre ás gerações que lhe seguiram. "Instrui o menino no caminho em que deve andar e até quando envelhecer, não se desviará dele (Pv 22:6). Loide, a fiel cristã, transmitiu á sua filha Eunice, que por sua vez transmitiu a Timóteo a mais nobre herança de fé e de convicção. Longe vai o tempo em que uma criança chegava a casa e esperava sua mãe ou sua avó esperando por ela. Hoje as crianças tem como companhia a televisão e o computador. Mudanças típicas do tempo que vivemos. Mas é neste tempo que somos chamados a agir, a influenciar.

A família representa uma das áreas que mais precisa da nossa atenção. A presença de Cristo no lar, na vida dos membros da família, deve ser cultivada. É no seio da família que se encontram os homens e mulheres que Deus deseja usar para influenciar o nosso país. Mui grande é a nossa responsabilidade para com os nossos filhos e para com as gerações futuras. Loide não sabia que um dia Timóteo iria ser companheiro de Paulo no seu ministério.

A nossa oração deverá, ser todos os dias, no sentido de que sejam fieis, no preparo seguro e completo das vidas daqueles que, um dia, o Senhor colocou em nosso regaço, para que os propósitos de Deus sejam neles concretizados.

2 – NA IGREJA

Desde a sua génese, a igreja tem beneficiado do ministério feminino. Romanos 16, menciona pelo seu nome, sete mulheres cristãs, entre as quais Febe. Esta mulher havia ajudado e protegido crentes mais fracos, ensinando-os e provendo-lhes suas necessidades físicas. Também havia o cuidado dos enfermos e a ajuda ás mulheres crentes em seu trabalho na igreja. Apesar de não ocupar qualquer posição oficial na igreja cristã, servia ao Senhor Jesus Cristo, bem como aos seus discípulos, razão pela qual merecia a consideração e a atenção de todos os crentes. Febe utilizou os seus recursos mentais, materiais e espirituais afim de servir á Igreja Cristã.

A "Igreja" é um lugar de serviço e nela uma mulher cristã pode exercer um ministério de grande valor. Ministérios como da oração, evangelização, hospitalidade, beneficência, são aconselhamento, entre outras áreas. Não desperdicemos nossos dons e talentos, coloquemo-los ao serviço do Senhor.

3 – NA SOCIEDADE

Um determinado jornal apresentava um artigo denominado "O Tempo das mulheres" em que a certa altura dizia: É mãe solteira, não vai á igreja e no seu tempo de adolescente presidiu a uma associação de homossexuais. Targa Halonen é também a actual ministra finlandesa dos Negócios Estrangeiros e as sondagens indicam que será a nova presidente da Finlândia . Que atributos! Que qualidades! Será uma mulher assim que a sociedade de 2000 necessita?

Numa sociedade destituída de valores, atentemos para o exemplo de Dorcas. Há mãos que são fartas de amor. Eram assim as mãos de Dorcas. As viuvas de Jope traziam no corpo, túnicas e vestidos, feitos pelas mãos laboriosas desta criatura em Cristo. Quando ela morreu foram buscar Pedro para que ele a ressuscitasse. Uma pessoa com uma beleza moral de Dorcas, não podia morrer! Dorcas era uma mulher que servia sem alarde de presunção; "Era notável pelas obras e esmolas que fazia" Actos9:36. Que tem tecido nossas mãos em prol em prol do próximo e em prol da sociedade? Túnicas de discórdia? Vestes de calunia? Mantos de desassossego? Amassam elas o pão honesto que comemos ou aproveitam-se sem escrúpulos do pão que mãos diligentes prepararam? Cobriram elas pobres que bateram á nossa porta? Ou despiram membros humildes de famílias de trabalhadores, cujo salário reduzimos e cujo suor exploramos?

Como deve Ter ferido a retina dos olhos de Pedro o quadro que deparou. Viuvas em lágrimas mostravam ao velho pescador casacos e outras vestes, obras das mãos de Dorcas, Mãos agora macilentas e frias! Mas as mãos fortes e santas do apostolo deram cor e vida ás mãos caridosas daquela mulher. A narrativa bíblica encerra assim: "Isto se tornou conhecido por toda a Jope e muitos creram no Senhor." Dorcas foi um instrumento dessa benção. E nós mulheres cristãs temos deixado o "Suave cheiro de Cristo" por onde quer que passamos? Nem todas podemos ser Dorcas, mas todas podemos influenciar. A nossa sociedade precisa de nós.

Isabel Tavares

"In Refrigério" Nº 77, Maio a Junho de 2000

» Secção Estudos «