Assembleias de «Irmãos» em Portugal

Estudos Bíblicos

Autoridade na Igreja

CRISTO É A CABEÇA DO CORPO

Quantos Crentes Testificam Hoje Desta Verdade?

1º – É evidente que os crentes à luz do ensino das Escrituras, não podem aceitar um guia humano como Cabeça da Igreja a da Igreja. A mais pública transgressão desta verdade é a proclamada cabeça de certa organização religiosa, que se chama a cabeça temporal do corpo de Cristo. Nos nossos dias, a maior parte dos crentes reconhece a loucura de tal pretensão, contudo, aquele mal parece ter penetrado todos os segmentos da cristandade.

2º – A Autoridade de Cristo é verdadeiramente reconhecida, quando O deixam dominar as actividades da Igreja, tanto nas resoluções como na prática. Aos olhos de muitos, isto pode parecer uma coisa vaga e impraticável. Como pode o Senhor, desde o Céu, guiar a sua Igreja na terra? A resposta é simples. Ele nunca deixa de revelar a Sua vontade àqueles que, paciente mente, esperam n'Ele. E certo que isto requer exercício espiritual da parte dos crentes Alguns, sem quererem esperar que se manifeste a vontade de Deus, julgam mais prático resolver as coisas segundo os seus próprios planos. Não esqueçamos, porém, que os princípios bíblicos só podem ser postos em prática no poder de Deus; os que não estão prontos a depender d'Ele e esperar pacientemente, em oração, nunca terão o privilégio de ver a Cabeça espiritual da Igreja guiar a Igreja local na terra.

3º – Devemos frisar aqui que uma coisa é exaltar a autoridade de Cristo com os nossos lábios e outra coisa reconhecer essa autoridade dum modo prático. Há alguns que dariam a vida, se necessário fosse, para defender aquela verdade, contudo, negam-na praticamente, ao procurarem dominar as igrejas. Para fazer isto, não é preciso ocupar nenhum lugar de destaque na Igreja. Diótrefes era um deles (III João 9,10) Ele amava a preeminência e, maliciosamente, falava contra crentes piedosos como João; não queria recebê-los e expulsava os que os recebiam. Isto equivalia a negar que Cristo é a Cabeça da Igreja.

4º – Mais duas palavras acerca da sede da Igreja. A palavra sede fala-nos do centro de operações e autoridade. A sede da Igreja encontra-se onde a Cabeça está, isto é, no céu. A Igreja local não pode aceitar, à luz do Novo Testamento, nenhuma organização dominante, como um sínodo, presbitério ou Concílio para exercer autoridade sobre uma igreja ou grupo de igrejas. Cada igreja e directamente responsável perante Cristo, Cabeça da Igreja, e não deve aceitar nem praticar seja o que for que negue aquele facto.

William McDonald

"Cristo Amou a Igreja" | Tradução: Viriato D. Sobral (1961)

» Secção Estudos «