Assembleias de «Irmãos» em Portugal

História do Movimento de «Irmãos»

3.2. Congresso de Jovens no Norte

O primeiro Congresso foi realizado em 1966

Congresso de Jovens do Norte

Dois pregadores visitantes na entrega da Palavra

Realizou-se no dia 5 de Junho (1969) pelas 10:30 no Centro Bíblico de Esmoriz, mais um (3º) «Congresso de Jovens das Assembleias do Norte».

Como no ano anterior, tivemos a preciosa colaboração do missionário das Forças Armadas Britânicas – Irmão Frank Crofts – desta vez acompanhado pela sua dedicada esposa e uma outra senhora inglesa, e também dos nossos queridos irmãos da Galiza, Espanha.

Este Congresso foi dividido em três partes. Da parte da manhã e em reuniões separadas, apresentaram belas mensagens sobre Vários Perigos para as Meninas e Exercícios indispensáveis para um Bom Crescimento Cristão, a Irmã Crofts e o Irmão João Varandas, de Coimbra. Na segunda parte, ouvimos mais duas mensagens pelos Irmão Frank Crofts e Álvaro Bibiloni de Espanha sobre A Santificação do crente e Mais Que Vencedores. No final desta sessão foi servido um chá a todos os congressistas.

Na última parte ouvimos sobre o tão oportuno tema Abstende-vos dos desejos da carne – mensagem apresentada pelo jovem Virgílio Gomes, de Albergaria-a-Velha, e ainda Prossigo para o Alvo por Frank Crofts.

Convém ainda salientar a boa cooperação dos grupos corais de Espanha, Foz do Douro, Valadares e S. João da Madeira-Centro; do jovem Manuel, da Foz, que cantou dois belos hinos a solo, fazendo-se acompanhar pela sua viola; dos três réus – Nelson, de S. Mamede, Paulo, das Fontaínhas e Joaquim, de Valadares, que inesperadamente tiveram de se defender perante o "Tribunal" de Esmoriz; da boa representação de alguns jovens da área de Coimbra, na peça intitulada "O remédio eficaz para os nervos" e ainda do interesse e proveitoso diálogo entre o empreendedor deste Congresso – Irmão Doolan – e os jovens Fernando Pinheiro, Noémia Andrade, Daniel e Lídia Oliveira.

Apesar do calor que se fez sentir, o edifício superlotou-se. Mais uma vez foi manifesto o valor da juventude. Regozijamo-nos pelos vários grupos já organizados e por outros em formação. Que se intensifiquem mais encontros deste género, mesmo à escala regional, para bem das Assembleias e da Igreja em geral. Avante, pois, ó mocidade – Carlos Alves.

"Vida Abundante" 105 e 106, Setembro a Outubro de 1969

» Secção História «