Assembleias de «Irmãos» em Portugal

História do Movimento de «Irmãos»

Guido Waldemar Oliveira (1902-1966)

"Temos porém este tesouro em vaso de barro para que a excelência do Poder seja de Deus, e não de nós" (2 Co. 4:7)

Como nos surpreendeu a notícia do passamento deste nosso querido irmão e amigo de tantos anos! Em plena actividade na Sua gloriosa obra, O Senhor levou-o para Si. Sempre trabalhando, sempre procurando servir o Seu povo de tantas e tão variadas maneiras, pela pregação, pela literatura, sempre zeloso pela pureza da doutrina bíblica em que baseava a sua fé. O querido Guido Waldemar Oliveira teve quatro grandes paixões na sua vida: a sua congregação de T. de Santa Catarina, o trabalho de impressão e difusão de boa literatura evangélica, o auxílio a jovens, centenas dos quais lhe chamavam o seu "tio Guido", e a Aliança Evangélica Portuguesa, da qual foi dedicado e zeloso Presidente durante 8 anos. O querido Guido era um vaso de barro, frágil, como todos nós, mas dentro dele havia esse "tesouro" da Graça do Senhor que manifesta o Seu poder no meio das nossas muitas fraquezas humanas. Louvado seja o Senhor pela maravilhosa obra da Sua graça na vida deste querido Amigo e Irmão.

José Ilídio Freire

Notas Biográficas

Guido Waldemar OliveiraGuido Waldemar Oliveira – ©Irmaos.NET

Foi baptizado por imersão, pelo Sr. Carlos Albert Swan, em 17 de Agosto de 1921, quando tinha 19 anos de idade.

Quando o Sr. Swan partiu para o Senhor, em 30 de Novembro de 1934, a maior responsabilidade da direcção da Igreja Local (Santa Catarina, Lisboa), caiu sobre os seus ombros.

De 1931 até 1949, juntamente com José Ilídio Freire, organizou a Convenção do Carrascal, perto de Sintra. De 1932 até 1948 e com a aprovação do Sr. Swan, começou a dirigir em sua casa um pequeno Curso Bíblico semanal, no qual procurava ensinar a outros ainda mais jovens o que ia aprendendo e tantos, ainda hoje, se lembram desses ensinamentos com gratidão.

Em 1951, tomou a exclusiva responsabilidade do jornal Correio Evangélico dedicado e destinado inicialmente, aos funcionários das várias estações dos Correios e Telégrafos. De tal forma lhe entrou este trabalho no coração, que fez parte muito intimamente da sua vida e do seu trabalho para o Senhor.

Em 1940, começou em Lisboa, as reuniões mensais, gerais da juventude, entre as várias Igrejas e Assembleias Evangélicas. Dirigiu e organizou tais reuniões até 1948, depois que outros tomaram a seu cargo este trabalho.

Dedicou-se a vários trabalhos de literatura evangélica, publicados pelo Sr. A. Ingleby e em 1951, fez a correcção ortográfica e gramatical da tradução João Ferreira de Almeida da Bíblia Sagrada, a pedido da Sociedade Bíblica Britânica de Londres.

Foi chamado, com outros obreiros, a trabalhar na Direcção da Aliança Evangélica Portuguesa, em representação da qual esteve em 1950 na Conferência Internacional de Hildenborough (Inglaterra) e em 1952 na Holanda. Em 1961 esteve em Viena d'Áustria e em 1966 na Dinamarca. Depois de ter sido primeiro secretário, foi eleito nos últimos 8 anos para a sua presidência, na qual procurou servir, tão somente, toda a Obra Evangélica, no nosso País.

Foi em 1961 que, deixando todo o trabalho secular, dedicou-se somente ao trabalho do Senhor, pela fé.

A última pregação foi no domingo, dia 4, à noite, em Santa Catarina (Lisboa). Na reunião da manhã, tinha dado uma mensagem cheia de convicção e entusiasmo, sobre a próxima vinda do Senhor. Faleceu no dia 6 de Junho (de 1966) às 13:40, com 64 anos de idade.

Flora Cardoso Oliveira

«Vida Abundante», Julho a Agosto de 1966

Textos da Autoria de Guido Waldemar Oliveira

Os Evangélicos Perante o Público

» Secção História «